Offline ou online: qual a melhor estratégia?

Offline ou online: qual a melhor estratégia?

Investir no offline ou online? Inbound ou outbound? Esse é um grande dilema que sempre aparece quando falo com meus clientes. Em um mundo cada vez mais digital, essa dúvida vem surgindo em 10 entre 10 profissionais de marketing.

Vamos começar analisando algumas características da publicidade tradicional e do seu uso nos meios offline.

Na publicidade tradicional, o foco é a captura da atenção. Trata-se de atrair quem está consumindo uma mídia eletrônica (TV, rádio, até um site) ou está folheando uma revista ou jornal. Ou, para quem sai de casa, por uma mídia outdoor ou indoor (outdoors, banners, paineis, mídias em elevadores, etc…).

Observemos que trata-se de uma estratégia de presença maciça e, muitas vezes dispersiva. E isso acontece mesmo que seja feita em mídias segmentadas, como cinema (a mídia de atenção praticamente perfeita) ou TV por assinatura.

No marketing digital, quando focamos em conteúdo ou propaganda paga (links patrocinados no Google ou Facebook) estamos fazendo o contrário. A publicidade está focada em quem já está interessado no produto/serviço/marca. Mesmo que seja uma campanha de email marketing, só clica quem já possui certo interesse pelo assunto. O caminho, portanto, é o inverso. Não é a mídia que atrai a atenção, mas o usuário é quem procura e acaba achando o que precisa.

O offline ou online são duas formas diferentes de se comunicar com o target. Mas o principal ponto a ser questionado é: o que está sendo ofertado ou vendido, resolve o problema desse prospect? A comunicação está realmente clara quanto a essa solução?

Em tempos de verbas apertadas, a mensagem deve estar alinhada com as expectativas do cliente/prospect mais do que nunca.

Devemos enxergar se, de fato, estamos cumprindo a tarefa de comunicar a esse público os diferenciais e soluções que estamos oferecendo a ele. E será de acordo com essa comunicação que iremos definir onde direcionar o planejamento de mídia.

Seja offline ou online, o marketing digital e o conteúdo devem estar presentes

Sou um defensor do cross media como uma forma de impulsionar resultados. E, mais do que nunca, acredito que o marketing digital e o marketing de conteúdo devem estar obrigatoriamente no plano de mídia de qualquer campanha.

Senão, vejamos:

  • o marketing digital permite melhor medição do ROI
  • o custo de aquisição de clientes pode cair utilizando ferramentas e estratégias que atraiam o cliente que já está procurando pela solução
  • construir uma base de emails em seu site por meio de marketing de conteúdo faz com que seus resultados sejam otimizados
  • você pode construir um relacionamento com seu cliente com muito mais eficiência utilizando corretamente as mídias sociais
  • e, juntando o ponto número ao ponto número dois da questão… o marketing de conteúdo apresenta melhor do que qualquer outra ferramenta de marketing, todas as qualidades e benefícios do seu produto/marca/serviço, informando, educando  e agregando valor

E tudo isso pode ser feito com apoio de mídias tradicionais, que podem direcionar sua audiência para o site/blog/aplicativo.

Se sua marca/produto/serviço está acostumada com mídias de grande alcance, porque não otimizar um pouco de sua verba para o digital, pensando que o mais importante hoje em dia (em tempos desafiadores então) é fidelizar o cliente e investir em marketing de resultados?

Pense bem nisso. Cross media com inteligência. E com conteúdo.

Post publicado originalmente no blog da Vero Comunicação em 17/11/2015, revisado e publicado aqui no nosso novo blog.

Por Marcel Castilho

2Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *