O que são testes AB e como utilizá-los? Vero Contents

O que são testes AB e como utilizá-los?

O marketing digital é um meio onde aprendemos constantemente com a prática. É claro que é imprescindível estudar e manter-se atualizado, mas a parte prática tem que andar lado a lado com o conhecimento. E é para explicar o que são testes AB que escrevemos esse artigo, pois se trata de uma das práticas mais importantes do marketing digital.

Afinal de contas, uma das características do marketing digital é a capacidade de realizar testes, mudar de estratégias em tempo real e analisar constantemente resultados.

Nesse artigo, você vai ficar por dentro do conceito de testes AB, onde ele pode ser aplicado e como você deve realizar os testes. Confira:

O que são testes AB

Os testes AB são experimentos de ações de marketing de qualquer tipo, sejam no meio online ou offline, onde testamos versões de uma peça para medir qual apresenta maior eficiência. Nesse artigo vamos focar somente no marketing digital, mas os testes AB podem ser realizados como experimento em ações offline também.

Porque devo realizar testes AB

Cada mercado tem suas características e peculiaridades e cada público pode reagir de uma forma diferente a uma campanha de e-mail, a uma conversão em uma landing page ou a um anúncio de uma determinada campanha.

Dessa forma, é importante ter a consciência de que os testes AB servem para melhorar os seus resultados. Esses testes traduzem em número e resultados práticos aquilo que imaginamos antes de colocar em prática nossas ações e campanhas.

E no marketing digital, as métricas são importantíssimas para avaliar os resultados de nossas ações, não é mesmo? Então, os testes AB nos ajudam não só a melhorar os resultados, mas também a entender comportamentos do nosso público.

Onde posso aplicar no marketing digital?

Essa é uma pergunta importante e ajuda a entender o que são testes AB. Você pode aplicá-los em praticamente tudo dentro da web. Seja em campanhas de Google Adwords, em redes sociais, landing pages e páginas de um site, até em posições de formulários e campanhas de e-mail marketing.

Quais cuidados tomar

Como tudo pode ser testado dentro do marketing digital é importante que você tenha controle do que está sendo testado.

O primeiro cuidado é que você deve ter algum volume para realizar o teste. Em qualquer tipo de pesquisa ou testes, trabalhar com amostragens baixas podem trazer uma distorção nos resultados. Portanto, os testes AB devem ser realizados com um certo volume de interações (visitas, listas, visualizações, etc), para que tenha validade estatística.

Outro ponto importante é que os resultados nos testes AB irão depender de análises contínuas, pois em algumas campanhas, as diferenças de resultado podem ser muito pequenas. Não podemos pensar então, que todas as vezes que realizarmos testes AB vamos ter uma melhora esplêndida nos resultados.

O terceiro ponto é saber qual métrica você está testando. É muito comum quando realizamos um teste AB de termos um resultado melhor em uma métrica que pode não ser aquela que gostaríamos e termos a impressão errônea de que houve um acerto na campanha. Dessa forma, o objetivo tem que estar sempre claro, pois assim você terá foco na métrica que está sendo avaliada.

E não se esqueça: para saber o que está fazendo a diferença nos resultados, você deve sempre testar a mudança de um elemento ou variável por vez. Se você alterar mais de uma variável no seu teste, não saberá qual delas estará influenciando no resultado.

O que são testes AB e como utilizá-los? Vero Contents

Quais testes posso realizar

Vamos citar, em cada um dos principais meios, quais os tipos de testes você pode realizar para alcançar melhores resultados, ou chegar à conclusão de que fez o melhor trabalho 😊.

Em uma página de um site ou blog

Títulos e Subtítulos

O título é o primeiro item para se testar. Afinal, ele estará presente na página, mas também será visto fora dela. Ele tem o poder de fazer o visitante clicar, caso tenha se interessado pelo assunto, principalmente se o destino for um blog.

Você pode testar o tipo de abordagem, pensando sempre naquilo que fará com que o visitante tenha vontade de clicar. Ele será bem chamativo? Ele trará dicas?

Imagens e Vídeos

As imagens e vídeos atraem e também mantem o visitante em sua página. A imagem traduz de forma visual aquilo que você está tentando passar naquela página. Temos que imaginar que algumas pessoas são mais visuais que outras. Portanto, teste tanto imagens quanto conteúdos.

CTAs

O seu texto dentro da página tem um objetivo, não tem? Ele tem que ter… Portanto, pense em qual call to action você vai incluir e testar. Será um cadastro em um formulário? Será um CTA para um e-book?

Textos

Sua página é somente informativa sobre um produto ou serviço? Será que o texto está longo ou muito curto? O formato está atrativo? Lembre-se de testar cada item por vez.

Formulários

O formulário é um caso à parte em qualquer lugar. Você pode testar a quantidade de campos, o CTA que está nele, o botão e até o tamanho do formulário em si.

Cores e elementos

A página pode estar muito carregada (ou não). Portanto, teste os elementos ou a quantidade deles. As cores, então, nem se fala… todos sabemos da importância delas no layout. Não esqueça de testá-las.

Em uma landing page

Os itens que foram mencionados no exemplo de uma página valem também para uma landing page. Aliás, os testes em landing pages não são mais fáceis do que uma página, só porque uma landing page tem menos elementos. Como a função dela é converter, você poderá se surpreender com a quantidade de testes possíveis.

Além dos já citados, podemos incluir:

Descrição da Oferta

Sua landing page traz uma oferta tentadora, mas sua descrição não está dando vontade do visitante fazer a conversão. Teste a descrição.

Confiabilidade

Que tal incluir um testemunho? Pode ser texto ou vídeo. Ou então colocar um vídeo falando sobre a oferta e o quanto ela poderá ajudar na solução do seu público.

É importante salientar que nos casos das landing pages, as posições dos elementos e as cores fazem muita diferença. Desde onde colocamos o formulário até a quantidade de texto podem ser testados.

Lembre-se de ter o call to action da sua landing page muito claro para quem está acessando a página.

Testes em E-mail marketing

Os e-mails nos permitem testar muitas coisas. O assunto é o primeiro item. Você pode selecionar uma amostra menor de sua base e fazer um teste AB do assunto e disparar o restante com aquele assunto que tiver uma melhor performance.

Além disso, você poderá testar também botões de conversão, caso seja essa a função do seu e-mail, posição de imagens e até o volume de texto.

Testes em anúncios

Eu, particularmente, faço testes em anúncios o tempo todo. Seja no Google Adwords ou no Facebook Ads, você pode testar o que quiser:

Títulos

Teste o título do seu anúncio, principalmente se você está trabalhando com links patrocinados. Isso faz muita diferença.

Imagens

No caso do Facebook Ads, a imagem faz toda a diferença. Ela pode trazer mais interações ou conversões e melhorar o seu índice de qualidade nos leilões.

O mesmo se aplica em banners em sites ou em campanhas de remarketing.

Textos

No Google Adwords os textos são um caso à parte. Sem eles, você simplesmente não traz cliques.

CTAs

Qual o objetivo do seu anúncio? Lembre-se de testar o CTA.

Palavras-chave

Em campanhas de links patrocinados, testar as palavras-chave é essencial. Veja quais estão performando melhor e otimize suas campanhas.

Como planejar o teste AB

O planejamento é essencial em qualquer ação de marketing, e no digital não é diferente. São, basicamente, 5 passos:

Tenha um objetivo claro

Melhorar o tráfego de uma página? Melhorar uma taxa de conversão? Saiba exatamente qual será o objetivo do teste.

Escolha a variável

Será a mudança de um botão? O título? Não esqueça que você está testando uma variável por vez. E não se esqueça de usar uma ferramenta de avaliação, de acordo com o tipo de teste que está realizando.

Coloque em prática com cautela

Vai testar o assunto do e-mail? Então tenha a cautela de realizar o disparo dos testes dos e-mails no mesmo horário. Ou seja, tenha o controle do teste que está sendo realizado.

Dê tempo ao tempo

Cada ação tem o seu tempo. Se você está testando uma landing page, deve dar um tempo maior para fazer a avaliação. Em uma campanha de e-mail marketing o tempo já é curto. Em anúncios no Facebook ou Google Adwords, por exemplo, o teste pode ser de 7 dias (ou até menos, dependendo da campanha).

O importante é verificar o espaço de tempo de cada caso e ficar sempre atento.

Analise os resultados

Houve uma variação consistente ou os resultados foram muito parecidos? Não se acanhe de realizar outros testes, em alguns casos os resultados podem ser rápidos, em outros não.

E por fim, tenha paciência. Os resultados são uma combinação de vários fatores. O importante é você realizar testes para entender o comportamento do seu público, que pode ser totalmente diferente de outros. Isso, inclusive, fará com que você fique cada vez mais assertivo.

A teoria é essencial, mas só colocada em prática na forma de testes é que você poderá otimizar suas métricas. Mãos à obra!

Gostou desse conteúdo? Cadastre-se para receber nossos e-mails.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *